Jornalistas cobram, porém só uma chapa responde sobre Jornalismo na UFGD

Apenas a chapa 1, encabeçada pelo candidato a reitor da UFGD, João Carlos de Souza, respondeu ofício do Sindicato dos Jornalistas Profissionais na Região da Grande Dourados (SINJORGRAN) cobrando um compromisso por escrito sobre a implantação do curso de Jornalismo, previsto internamente, mas sem data para sair do papel.

A chapa 2 da professora Liane Calarge limitou-se a informar pelo facebook que já tinha recebido o documento do sindicato, agradecia a preocupação com o tema e que estariam atentos.

O ofício do SINJORGRAN foi enviado em 17 de março, com prazo para respostas antes da eleição, que ocorreu ontem, em 26 de março. Os votos começam a ser apurados hoje (27) pela comissão eleitoral.

O SINJORGRAN pediu uma resposta formal com propósito de ter mais um documento em mãos para encaminhar a cobrança oportunamente e pelos caminhos legais, sem intenção de fazer uso político desse expediente no processo eleitoral da UFGD.

A cobrança deve-se ao fato de que desde 2011 o sindicato vem trabalhando juntamente com a própria universidade para a implantação desse curso, mas apesar de todo o caminho percorrido, provando-se a viabilidade da proposta e das etapas administrativas vencidas, até agora o curso ainda não saiu.

A diretoria da entidade entende que essa ausência causa enorme prejuízo para o jornalismo de uma forma geral dentro do Estado, dificulta o acesso dos estudantes interessados nesse curso e ainda afeta as redações por conta da mão de obra qualificada cada vez mais escassa.

“O sindicato não só vai manter uma postura crítica e de colaboração, mas de cobrança independente de quem vencer as eleições para a Reitoria, porque essa é uma demanda que atende as bases e a UFGD tem o compromisso de atender as demandas construídas coletivamente por se tratar justamente de uma universidade pública”, afirma o presidente do Sinjorgran, Luis Carlos Luciano.

Resposta

A chapa 1, em seu ofício, informa que a implantação do Jornalismo na Faculdade de Comunicação, Artes e Letras (FACALE/UFGD) está em curso na universidade.

“(…) Entretanto, a implantação individual de cada curso não depende unicamente da UFGD, uma vez que compete ao Ministério da Educação a autorização para a criação do curso, bem como do Ministério do Planejamento e Ministério da Educação a liberação de recursos humanos e financeiros para viabilizar o funcionamento do mesmo. Diante do exposto, caso sejamos eleitos no pleito que se aproxima, é um compromisso de nossa chapa buscar junto ao Ministério da Educação e Ministério do Planejamento a viabilização da implantação do curso de Jornalismo, bem como recursos para investimentos em estrutura física e de pessoal, num curto espaço de tempo (…)”.

A SINJORGRAN cobra para que seja dada prioridade na implantação do Jornalismo dentro de toda a UFGD. Em 2013, conforme o ofício da chapa 1, o Governo Federal possibilitou à UFGD a abertura de sete cursos e a ampliação de mais 30 vagas para o curso de Medicina “conforme orientação da sua política nacional de expansão em se investir em graduações voltadas para as áreas das engenharias e fortalecimento das licenciaturas na área de Ensino de Ciências e Matemática (…)”.

A interpretação que o sindicato faz é a de que se não houver uma forte mobilização o curso de Jornalismo poderá ser preterido sabe-se lá por mais quanto tempo, pois, ao que se nota, por ora foi excluído da política nacional de expansão, apesar dos estudos apresentados e da necessidade urgente tendo em vista que não há, atualmente, nenhum curso seja público ou particular na área em todo interior de Mato Grosso do Sul. Quem quiser estudar Jornalismo ou vai para Campo Grande ou para outro Estado.

Trajetória

Em 2011 o sindicato foi chamado a contribuir com o plano de expansão acadêmica para o período de 2011 a 2020 quando então se fortaleceu a proposta de criação do curso, mas o curso não foi implantado mesmo depois do levantamento dos dados, pesquisa sobre o interesse dos estudantes do Ensino Médio e da própria FACALE, em assembleia de seus professores e técnicos-administrativos em 23 de maio de 2011 ter escolhido o Jornalismo como prioridade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s