SINJORGRAN encerra ano ruim de negociações salariais

O ano de 2016 foi, literalmente, de retrocesso nas negociações salariais dos jornalistas em Dourados. Para não dizer que não foi um atraso completo apenas a TV RIT ofereceu o índice cheio do IPCA do período, ou seja, 9,96%. A data base da categoria é maio.

 

No dia 28 de julho o sindicato protocolizou junto à Gerência Regional do Ministério do Trabalho e Previdência Social em Dourados os acordos firmados com a RIT, TV Ponta Porã (de Dourados e Ponta Porã) e do site douradosnews dando por encerradas as negociações deste ano.

 

A TV Ponta Porã (ex-TV Morena) concedeu apenas 7% de reposição salarial e o douradosnews ofereceu 6% até outubro e a partir desse mês mais 2%.

 

O maior piso continua sendo pago pela RIT: R$ 2.610,61 para repórteres e R$ 1.786,22 para repórteres cinematográficos (esses têm adicional de 40% conforme a legislação).

 

Já o piso da TV Ponta Porã ficou em R$ 1.612,05 – os jornalistas dessa empresa têm participação nos lucros que equivale a um décimo quarto salário, aproximadamente.

 

No douradosnews o piso até outubro será de R$ 1.494,60 e a partir de outubro sobe para R$ 1.524,50.

 

Com o Jornal Diário MS a entidade nem iniciou o processo de negociação por conta das condições econômicas da empresa que vem tendo dificuldades até para pagar os salários em dia.

 

Com o Jornal O Progresso a única negociação de salários ocorreu em 2005 e nos anos seguintes os funcionários não procuraram mais o sindicato para novos acordos, provavelmente por pressão patronal. O sindicato só promove as negociações com anuência dos jornalistas das respectivas empresas.

 

Ao longo do tempo o SINJORGRAN tem estimulado os jornalistas para que sejam mais combativos no sentido de defender direitos e melhores salários coletivamente, mas nem sempre há feedback.

 

O presidente do sindicato, Luís Carlos Luciano, lamentou a situação e comentou que falta gestão por parte das empresas no sentido de se preparar para os períodos de crise, mesmo porque nem mesmo em momentos de prosperidade se consegue ganhos reais. “Enquanto o jornalista vê seu salário cada vez mais achatado e as condições de trabalho sendo precarizadas, mas é preciso reagir a isso e a reação depende da nossa categoria que precisa mais do que nunca retomar a perspectiva de classe sob o risco de ter sua profissão e seu salário ainda mais aviltados”.

 

Novo-piso-nacional-dos-professores-2012Fonte da charge: http://felipevieira.com.br/site/piso-salarial-dos-professores-sobe-1136-e-passa-a-ser-de-r-2-135/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s